sexta-feira, 28 de março de 2014

TRANSFORMAÇÃO: UMA IDEIA QUE FAZ A CABEÇA!

Esta semana foi emblemática. Produção intensa de relatórios para atender a diferentes necessidades. Reunião técnica, planejamento de evento, novo desafio de Educação a Distância e uma demanda muito, mas muito especial: produzir um artigo autoral inédito.

Fazer mais do mesmo nunca foi a minha praia. Mas, olha, eu escrevo todo dia! E, se não tiver paixão envolvida no processo, fica chato demais e eu não consigo encarar.

Por isso, toda manhã, quando investigo: "o que temos para hoje?", sempre quero uma resposta nova, ainda que ela seja quase sempre: escrever, planejar, entrevistar, falar, dar aula. Porque, quando eu escrevo, planejo, falo, dou aula, entrevisto, meu propósito é sempre um só: T-R-A-N-S-F-O-R-M-A-R! Sou ambiciosa, eu sei. Tenho responsabilidade, mas nenhum problema em vestir a camisa do formador de opinião.



Penso que, no futuro, nós todos vamos ser ou querer ter algum formador de opinião com alguma credibilidade por perto. O curador de conteúdo, como diz a sensacional professora de jornalismo Elizabeth Saad (ECA/USP). Não é mais o sujeito professoral, mas alguém que possa ajudar no processo de articulação do pensamento. O questionamento do mundo, como ensina magistralmente a professora de filosofia Viviane Mosé (UFRJ).

A proposta vai longe de querer convencer. Porque convencer é colonizar o pensamento alheio. Mas estabelecer uma poderosa rede de troca simbólica, troca de significados, que revele uma comunidade unida por razões e sentimentos interdependentes e comuns. No caso da Previdência Complementar, que é a área em que me especializei como Educomunicadora, a complexidade é grande - para alinhar a linguagem - mas a tarefa é viável.

E, cada vez mais, é imperioso vencer as barreiras. Para garantir, mais do que a sobrevivência, a expansão da tribo. Muito trabalhador precisa do tipo de proteção que podemos ajudar a construir. E, por causa do aumento da longevidade global, não é só no Brasil que podemos influenciar um comportamento mais focado na formação da riqueza e do sucesso pessoal. É no mundo inteiro. Temos uma função social, com potencial de transformação em escala. Sim, nós podemos criar novas expressões! Sim, nós podemos (e devemos) encarar nosso papel de influenciadores de novos diálogos, novas prosas, novas CONVERSAÇÕES.
Curtiu? Então, compartilhe! Lembre-se: seu clique faz a rede crescer

Nenhum comentário:

Postar um comentário